testo Tecnologia Farmacêutica e Cosmética

Tecnologia Farmacêutica e Cosmética

Clique aqui e veja como nossos produtos podem ajudar.

A Tecnologia pode ser definida como a aplicação de vários conhecimentos com objetivo industrial. Do grego “tecno” (ofício) e “logia” (estudo), o significado da palavra tecnologia abrange o conhecimento técnico e científico e as ferramentas, processos e materiais criados e/ ou utilizados a partir deste conhecimento.

O dicionário Aurélio define tecnologia como o conjunto de conhecimentos, especialmente princípios científicos, que se aplicam a um determinado ramo de atividade. É a aplicação dos conceitos teóricos e científicos com objetivo de produção, obtenção de um produto final.

O estudo da tecnologia implica na ideia de industrialização, na ideia de produção em larga escala. A industrialização é regida pelo binômio investimento-retorno. O poder aquisitivo da sociedade pressiona a demanda com o consequente desenvolvimento da tecnologia, pois ela contribui para atender as necessidades deste mercado consumidor.

A preparação de formas farmacêuticas e cosméticas deve responder às exigências de exatidão, de estabilidade e de segurança para a elaboração de um produto final seguro e eficaz para o consumidor.

A tecnologia farmacêutica é a parte das ciências farmacêuticas que estuda a elaboração e transformação de substâncias medicamentosas em formas farmacêuticas, bem como formas cosméticas, com ênfase na obtenção de grandes lotes de produtos, de sua estabilidade e seu armazenamento.

O que a tecnologia farmacêutica estuda é a transformação. Processos de transformações de substâncias em produtos farmacêuticos que possam ser administrados em seres vivos. O mesmo conceito aplica-se à produção de produtos cosméticos.

Os produtos farmacêuticos, medicamentos, e os produtos cosméticos, apresentam-se sob diversas formas, as chamadas formas farmacêuticas e as formas cosméticas, e elas são resultado da modificação de matérias-primas (produtos naturais, de síntese e obtidos por processos biotecnológicos). Esta modificação é feita em várias etapas, complexas, chamadas de operações unitárias.

A indústria da beleza é um dos setores que mais cresce no Brasil. Em 2002, só o setor de cosméticos registrou um faturamento de R$ 9,6 bilhões, que garantiu ao Brasil o quinto lugar entre os consumidores de cosméticos do planeta. O crescimento do setor foi de 7,4% sobre 2001.

Comparado com o crescimento negativo de 1,5% da indústria em geral, registrado no mesmo período, o setor se revela como de especial atratividade para novos investimentos e negócios.

Podemos definir cosméticos, produtos de higiene pessoal e perfumes como preparações constituídas por substâncias naturais ou sintéticas, de uso externo nas diversas partes do corpo humano, pele, sistema capilar, unhas, lábios, órgãos genitais externos, dentes e membranas mucosas da cavidade oral, com o objetivo exclusivo ou principal de limpá-los, perfumá-los, alterar sua aparência, corrigir odores corporais e/ou protegê-los ou mantê-los em bom estado.
E assim, podemos considerar cosmetologia como a ciência que estuda as matérias-primas e os produtos cosméticos destinados ao embelezamento, limpeza, manutenção e melhoria das características dos cabelos, pele e seus anexos, dando suporte à fabricação dos produtos cosméticos permitindo verificar suas propriedades e eficiência.

Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO