Suspensas propagandas irregulares de alimentos

Linha testo para medição na indústria alimentícia

Alegações de propriedades terapêuticas em alimentos não foram autorizadas pela Vigilância Sanitária.

As empresas Biolab Sanus Farmacêutica Ltda e Ana Claudia Queiroz Pereira EPP foram proibidas de divulgar propagandas irregulares sobre os alimentos fabricados por elas. As empresas atribuíam propriedades terapêuticas não permitidas aos produtos, motivando a suspensão da publicidade.

As resoluções sanitárias publicadas no Diário Oficial da União (DOU) nesta terça-feira (2/5) determinam, portanto, a suspensão de todas as propagandas não autorizadas que atribuam propriedades de saúde aos alimentos fabricados e distribuídos pelas duas empresas.

Segurança dos alimentos
A Anvisa proibiu a fabricação, distribuição e comercialização de todos os lotes dos produtos “Cookie de Lavanda” e “Chás de Lavanda”. Os alimentos eram fabricados pela empresa Frau Bondan Guloseria Ltda e não haviam sido avaliados quanto à segurança de uso em alimentos.

A resolução RE 1162/17 determina ainda que a empresa recolha o estoque existente no mercado dos produtos citados acima. A medida se aplica a todos os outros alimentos que venham a demonstrar as mesmas irregularidades sanitárias.

Leia esta e demais publicações na íntegra no Diário Oficial da União (DOU).

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter (@anvisa_oficial)!

Encontrou algum problema nesta notícia? Mande um e-mail para noticias@anvisa.gov.br

Fonte: Ascom/Anvisa