l_job_7351

Poluição do ar inspira novos projetos arquitetônicos

A poluição do ar é um problema sério no planeta, especialmente em algumas regiões metropolitanas de países em desenvolvimento. Em Pequim, a capital chinesa, a situação é tão grave que as pessoas precisam andar com máscaras na rua para não ficarem doentes. A cidade já registrou uma poluição do ar vinte vezes maior do que o limite recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Por isso, o controle de poluição ambiental é tão necessário nessas regiões.

No entanto, a quantidade de poluição do planeta já está interferindo, inclusive, nos projetos arquitetônicos mais modernos. Um escritório de design e arquitetura londrino chamado Orprojectc criou um projeto que prevê a instalação de grandes domos em Pequim com o objetivo de isolar o local da poluição. Dentro desse oásis artificial, existiriam plantas que teriam a função de restaurar o ar. Em um lugar como esse, seria possível fazer facilmente o controle da poluição ambiental, o controle da temperatura e até mesmo o controle de umidade.

Muitos órgãos e cientistas não gostaram da ideia de criar os domos em Pequim, pois a consideram derrotista, no sentido de que vai contra o esforço global para reduzir a emissão dos gases do efeito estufa. Outro argumento apresentado por parte da comunidade para refutar a construção do projeto é que ele criaria duas categorias de cidadãos e que somente os ricos poderiam ter acesso aos locais com ar limpo.

O fato é que o melhor para o planeta seria que houvesse um controle de poluição ambiental mais rígido. A Testo possui diversos equipamentos que utilizam tecnologias de ponta e controlam a emissão de poluentes de diversos sistemas, sejam eles grandes ou pequenos poluidores do ar. Para as grandes indústrias, especialmente, controlar a quantidade de emissões é importante não apenas para colaborar com a preservação do planeta, mas também para estar dentro das regras ambientais determinadas pela lei.